Veja o THC destruindo células cancerígenas através de um microscópio

Para nós, já não é mais uma novidade que a maconha tem o poder de curar o câncer, mas para a maioria das pessoas, isso ainda é uma notícia nova e muita gente custa a acreditar que seja verdade. É claro que varia de pessoa para pessoa, do tipo de câncer e outros fatores.

Um paciente que havia sido desenganado pelos médicos, conseguiu sobreviver depois de ter tentado de tudo, desde medicamentos sintéticos pesadíssimos e muita quimioterapia, ele encontrou a salvação em um tratamento natural a base de maconha e hoje está totalmente curado.

Já na década de 70, nos EUA, cientistas fizeram estudos e publicaram no dia 18 de agosto de 1974 no jornal Washington Post, o seguinte relato: “O THC retardou o crescimento do câncer no pulmão, câncer de mama e uma leucemia induzida por um vírus injetado em ratinhos de laboratório. Isso fez com que suas vidas fossem prolongadas em 36 por cento.”

Devido ao preconceito e a proibição, isso foi ignorado e não teve grande notoriedade naquela época. Mas ficou registrado como o primeiro relato científico que demonstrou a eficácia da maconha no tratamento do câncer.

“Os animais tratados durante 10 dias com o Delta-9-THC, com o início do tratamento no dia seguinte a implantação do tumor, demonstraram uma ação retardadora do crescimento do tumor, que dependia da dose aplicada. Os ratos tratados durante 20 dias consecutivos com Delta-8-THC e o CBD, tinham reduzido o tamanho do tumor primário.”

Em 1998 a equipe de pesquisa da Madrid’s Complutense University, liderados pelo Dr. Manuel Guzman, descobriu que o THC pode induzir seletivamente a morte celular em células do tumor cerebral, sem afetar negativamente as células saudáveis circundantes. Eles relataram na edição de março de 2002 da revista Nature Medicine, que conseguiram destruir células incuráveis de câncer cerebral, injetando THC nos ratos. Em 2007 pesquisadores da Universidade de Harvard descobriram que os compostos da cannabis, cortaram o crescimento do câncer de pulmão. Em 2012, uma dupla de cientistas do California Pacific Medical Center em São Francisco, descobriram que o THC interrompe a metástase em vários de tipos de câncer agressivos.

Confira o vídeo abaixo, filmado através de um miscroscópio, que mostra células cancerígenas sendo atacadas pelo THC enquanto as células saudáveis ficam ilesas.

 

 

fonte; LOMBRA

Deixe uma resposta